e-Política
MadsonVagner
*PUBLICIDADE
Pedro Bezerra justifica voto; proposta aprovada não foi de Bolsonaro

Para o deputado Pedro Bezerra, o que foi aprovado é resultado de uma construção dos deputados na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

13/07/2019 | Madson Vagner

O deputado federal Pedro Bezerra (PTB) publicou vídeo nas redes sociais sobre sua posição favorável na votação terça-feira, 10, do texto da reforma da Previdência. Para o deputado caririense, o que foi aprovado é resultado de uma construção dos deputados durante os trabalhos da Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

Pedro Bezerra garante que a proposta enviado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro da Economia Paulo Guedes foram modificados. “Nesse novo projeto, tiramos o PBC [Benefício de Prestação Continuada] e a aposentadoria rural,” disse.

O deputado relata outros pontos que tiveram resistência do governo, mas que passaram. “Também evitamos a possibilidade de capitalização e de desconstitucionalização da Previdência; e algo que conseguimos incluir – que o governo não queria – foi o período de transição para isso acontecesse,” disse.

Para Pedro Bezerra, a reforma foi da Câmara. “Uma reforma mais humana e com mais possibilidades de transição que antes não havia”, observou, destacando que o maior incentivo para o voto foi os quase 14 milhões de desempregados. “No Nordeste brasileiro, sobretudo no interior do Ceará, nós temos famílias inteiras que sobrevivem de uma pensão ou de uma única aposentadoria,” justificou.

Apesar do voto favorável, Pedro Bezerra avalia não ter sido a melhor estratégia. Para ele a melhor opção seria fazer a reforma Tributária e implementar um novo pacto federativo. “Mesmo antes da manifestação do governo, começamos os trabalhos para a reforma Tributária,” concluiu.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: