e-Política
MadsonVagner
Posses com discurso afinado e promessa de juros de mercado para casa própria

Pelo menos, por enquanto, parece que discurso entre o presidente Jair Bolsonaro e o super ministro Paulo Guedes, está afinado. Depois de uma polêmica criada na sexta com a afirmação de Bolsonaro de que os juros iriam subir e o desmentido de Paulo Guedes, o governo explicou o caso durante a posse dos novos presidentes […]

07/01/2019 | Madson Vagner

Pelo menos, por enquanto, parece que discurso entre o presidente Jair Bolsonaro e o super ministro Paulo Guedes, está afinado. Depois de uma polêmica criada na sexta com a afirmação de Bolsonaro de que os juros iriam subir e o desmentido de Paulo Guedes, o governo explicou o caso durante a posse dos novos presidentes da Caixa Econômica Federal (CEF), Banco do Brasil (BB) e do BNDES. Como sempre, Bolsonaro elogiou Guedes lembrando o “namoro, no bom sentido” antes da campanha e disse: “eu entendo de política, Guedes de economia”.

Aperto na classe média

Ao tomar posse, o novo presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que a classe média pagará juros de mercado para financiamento da casa própria. “Quem é classe média tem que pagar mais; ou vai buscar no Santander, Bradesco, Itaú. E vai ser juro de mercado” disse. Para o BB, o novo presidente Rubem Novais, disse que vai vender “alguns ativos”; já no BNDES, Joaquim Levy propôs rever a atuação do Banco e reduzir a dependência com o Governo. Paulo Guedes finalizou dizendo que vai abrir a “caixa preta” e acabar com a falcatrua nos bancos públicos.

*PUBLICIDADE
*PUBLICIDADE
Especial/Reportagem

Livro

Leia Também: